Royal

faleconosco@royal.net.br

Inicio

Ataques contra Guilherme Kalel - Jornalista usa programa de Android, salva Larissa Miccelann e acaba com mentor de atentados digitais contra si e Onor Kester


Em troca de tiros com a PF, Samuel Lazzier morreu em Porto Alegre na tarde desta segunda-feira
Por Sofia Kate, Nicole Hous e Karol Benucci
Redação Royal Express
15/04/2019

A tarde desta segunda-feira, 15 de abril, vai ficar marcada para a Equipe Royal Express.
Foi nela que um pesadelo, vivido por seu fundador, Jornalista Guilherme Kalel, chegou ao final depois de 2 anos.
Desde 2017, Guilherme e a equipe da Onor Kester, vinham sofrendo uma série de ataques digitais por parte de uma organização criminosa.
A polícia conseguiu identificar e prender membros da organização, que chegou a contar com 96 pessoas.
O mentor de todos os atentados era Samuel Lazzier.
Ex-delegado da Polícia Civil do RS, que perdeu seu cargo em 2013 após denúncia de irregularidades cometidas no exercício da profissão.
As denúncias partiram da Onnekalel Revista, em dezembro de 2012, que pertencia a Guilherme Kalel.
Lazzier chegou a ser preso, mas foi solto meses depois e desde então buscou por vingança.
Em 2014, contratou Helena Bitencourt, para que ela criasse uma organização com muitos membros, que pudessem perseguir e atacar Guilherme Kalel.

Depois de monitorarem o Jornalista e conhecerem seu passo a passo e rotina, os ataques começaram em abril de 2017, e seguiram até os dias atuais.
Mesmo com diversas ações da polícia e a condenação de muitos membros pela Justiça, a organização continuava se fortalecendo.
Em 1º de abril, uma ação da PF prendeu Helena e outras 20 pessoas que integravam o bando.
Lazzier passou a ser procurado a partir de 10 de abril, considerado foragido da Justiça.

O ex-delegado ficou escondido até a tarde de 15 de abril, quando decidiu mostrar a cara.
Ele entrou em uma lanchonete de Porto Alegre, onde sequestrou a deficiente visual Larissa Miccelann.
Larissa era jornalista Kester, e foi a pessoa vítima dos crimes e que denunciou o caso em 2012 para a Onnekalel Revista.
Na cabeça de Lazzier, ela que denunciou e Kalel que publicou as denúncias eram os responsáveis pelo fim de sua carreira e os processos que enfrentou.

Depois de levar Larissa da lanchonete, e a polícia ser acionada, Lazzier ficou andando pela cidade.
Guilherme Kalel ao saber do que estava acontecendo, acessou remotamente o celular de Larissa, que não foi encontrado caído nas proximidades de onde a garota foi levada.
"Imaginei que ela estivesse com o aparelho", disse o Jornalista.
Programador, ele fez parte da equipe que criou a personalização Android Onor, que Larissa usa no celular e que é comercializada pela Onor Kester 10 G.
Com o acesso remoto, Guilherme conseguiu ativar com a ajuda de um amigo, a localização do dispositivo e passar os dados a polícia.
O Jornalista passou a monitorar em tempo real, e assim dar dados precisos de localização.
Também teve acesso ao áudio do celular, escutando Larissa e Lazzier.
Ele parou em um prédio depois de ficar andando por mais de 1h com a jovem, e a arrastou para fora do carro.
Antes que tentasse fazer qualquer coisa contra Larissa, Guilherme conseguiu passar com precisão a polícia sua localização que invadiu o local.
Houve uma troca de tiros e Lazzier foi baleado e morto.
3 dos 4 homens que o acompanhavam foram presos e o 4º homem foi baleado e levado a um hospital.
Ele também deve ser preso depois que se recuperar, adiantou o delegado Cloves Matheu, que comandou a operação.
Larissa foi ferida de raspão por um tiro no braço, mas passa bem segundo as informações.

"Hoje dormimos com certeza mais tranquilos", Diz Guilherme Kalel após morte de mentor de ataques

Veja quem são as pessoas que realizaram ataques e seus motivos

Next - Faz acontecer

Bradesco Seguros - Quais seus próximos planos? Para cada objetivo seu, uma solução nossa

Magazine Luíza - Vem ser feliz

Faculdades Anhanguera - Aqui o seu esforço ganha força

Casas Bahia

Cacau Show - Sua loja de chocolates, presentes e felicidades

Copyright (c) 2019. - Royal Express

|

Compartilhar no Whatsapp